TEORIAS DE CURRÍCULO E ENSINO: UMA ANÁLISE DA PROPOSTA CURRICULAR DO MUNICÍPIO DE SIGEFREDO PACHECO (PI) PÓS BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR (BNCC)

Francisco Renato Lima, Gian Carlos Oliveira dos Santos, Raimunda Alves Melo

Resumo


Em 2017, foi aprovada a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), contemplando os segmentos da Educação Infantil e Ensino Fundamental (BRASIL, 2017), um documento que contempla um conjunto de orientações que norteiam as equipes pedagógicas na elaboração do currículo local. Nesse cenário, o município de Sigefredo Pacheco (PI), durante o ano letivo de 2018, elaborou juntamente com os educadores, a sua Proposta Curricular fundamentada nas orientações da BNCC, atendendo as determinações do Ministério da Educação (MEC). A proposta curricular é um instrumento que tem como objetivo nortear e fundamentar as práticas pedagógicas das escolas. Considerando o exposto, o objetivo geral do estudo foi analisar as teorias curriculares que fundamentam a Proposta Curricular do município de Sigefredo Pacheco (PI), elaboradas à luz da BNCC. Especificamente, pretendeu-se: discutir os aspectos históricos e conceituais da implementação de diretrizes curriculares no Brasil com ênfase na BNCC; conhecer o processo de elaboração da Proposta Curricular de Sigefredo Pacheco (PI) e identificar as teorias curriculares que fundamentam esta proposta. Metodologicamente, realizou-se pesquisa documental, através da análise da Proposta Curricular do referido município, um processo por meio do qual buscou-se indícios que contribuíram para responder ao problema da investigação: quais teorias curriculares fundamentam a Proposta Curricular do município de Sigefredo Pacheco (PI)? O resultado aponta que as Tendências: Liberal Renovada e Liberal Tecnicista, ambas vinculada a teoria tradicional do currículo, apareceram com mais ênfase nas concepções de sociedade, currículo, escola, ensino e aprendizagem, professor e estudante contidas na referida Proposta Curricular.


Palavras-chave


BNCC. Currículo. Proposta Curricular. Tendências Pedagógicas.

Texto completo:

PDF

Referências


ARROYO, Miguel Gonzalez. Currículo, território em disputa. Petrópolis: Vozes, 2013.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação –

PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 jun. 2014. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato20112014/2014/lei/l13005.htm >. Acesso em: 08 jan. 2019.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Consulta Pública. Brasília: MEC/CONSED/UNDIME, 2015. Disponível em: < http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/relatorios-analiticos/BNCC-APRESENTACAO.pdf >. Acesso em: 05 jan. 2018.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Segunda versão revista. Brasília: MEC/CONSED/UNDIME, 2016. Disponível em: < http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/relatorios-analiticos/bncc-2versao.revista.pdf >. Acesso em: 05 jan. 2018.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base: Educação Infantil e Ensino Fundamental. Brasília: MEC/CONSED/UNDIME, 2017. 472 ps. Disponível em: < http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/02/bncc-20dez-site.pdf >. Acesso em: 05 jan. 2019.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. Brasília: MEC/CONSED/UNDIME, 2018. 600 ps. Disponível em: < http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf >. Acesso em: 05 jan. 2020.

CHERVEL, André. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria & Educação, n.2, p. 177-229, 1990.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

LIBÂNEO, José Carlos. Democratização da escola pública: a pedagogia crítico-social dos conteúdos. 21. ed. São Paulo: Loyola, 2006.

LIMA, Elmo de Souza. Currículo das escolas do campo: perspectivas de rupturas e inovações. In: LIMA, Elmo de Souza; SILVA, Ariosto Moura da (Org.). Diálogos sobre Educação do Campo. Teresina: EDUFPI, 2011. p. 107-148.

MACÊDO, Elizabeth. Base Nacional Comum para currículos: direitos de aprendizagem e desenvolvimento para quem? Educ. Soc., Campinas, v. 36, nº. 133, p. 891-908, out.-dez., 2015. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/es/v36n133/1678-4626-es-36-133-00891.pdf >. Acesso em: 10 out. 2019.

MALTA, Shirley Cristina Lacerda. Uma abordagem sobre currículo e teorias afins visando à compreensão e mudança. Espaço do Currículo, v. 6, n. 2, p. 340-354, mai./ago., 2013.

MELO, Raimunda Alves. Prática docente na escola do campo: diálogos sobre a articulação dos conhecimentos escolares aos saberes da cultura camponesa. 2014. 163 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Ciências da Educação. Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2014.

MOREIRA, Antonio Flavio Barbosa; SILVA, Tomaz Tadeu da. Apresentação à 12ª edição. In: MOREIRA, Antonio Flavio Barbosa; SILVA, Tomaz Tadeu da (Orgs.). Currículo, cultura e sociedade. 12. ed. São Paulo: Cortez, 2013. p. 07-11.

MOREIRA, Antonio Flavio Barbosa; CANDAU, Vera Maria. Currículo, conhecimento e cultura. In: MOREIRA, Antonio Flavio Barbosa (Org.). Indagações sobre o currículo: currículo, conhecimento e cultura. Brasília: Ministério da Educação; Secretaria de Educação Básica, 2007. p. 17-43.

RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 2012.

SÁ-SILVA, Jackson Ronie; ALMEIDA, Cristóvão Domingos de; GUINDANI, Joel Felipe. Pesquisa documental: pistas teóricas e metodológicas. Revista Brasileira de História & Ciências Sociais, Rio Grande, ano I, nº. I, p. 01-15, jul., 2009. Disponível em: < https://periodicos.furg.br/rbhcs/article/view/10351/pdf >. Acesso em: 20 set. 2019.

SANTOS, Lucíola Licínio de Castro Paixão. O processo de produção do conhecimento escolar e a Didática. In: MOREIRA, Antonio Flavio Barbosa (Org.). Conhecimento educacional e formação do professor. Campinas: Papirus, 1995. p. 27-37.

SIGEFREDO PACHECO. Proposita Curricular. Secretaria Municipal de Educação de Sigefredo Pacheco, 2019.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Teorias do currículo: uma introdução crítica. Porto: Porto Editora, 2000.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

VENTURA, Alexandre. O currículo, as competências e as mudanças necessárias. Departamento de Ciências da Educação - Universidade de Aveio, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Francisco Renato Lima, Gian Carlos Oliveira dos Santos, Raimunda Alves Melo

 

 

 Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

ISSN: 2448-0916.

______________________________________________


 

/ DRJI Indexed Journal