A MAGIA DAS IMAGENS TÉCNICAS E O DESAPARECIMENTO DO REAL - REFLEXÕES A PARTIR DA LEITURA DE VILÉM FLUSSER

Elionai Robinson, Guisela Kraetz, Mario Alencastro

Resumo


Pretende-se neste artigo, um ensaio teórico, revisitar a obra de Vilém Flusser, em especial ao que tange ao advento das imagens técnicas, elementos produzidos por recursos proporcionados pelas tecnologias computacionais e da informação. Embora metaforicamente Flusser se refira principalmente à imagem fotográfica, sua abordagem pode muito bem ser aplicada para qualquer tipo de imagem produzida pela mediação técnica, inclusive as imagens digitais feitas por computador. Essas imagens técnicas materializam determinados conceitos a respeito do mundo, exatamente os conceitos que nortearam a construção dos aparelhos que lhes deram forma o que pode servir para uma espécie de “mascaramento da realidade”. Em tempos de pós-verdades, das manipulações textuais e imagéticas amplamente divulgadas pela Internet e até por meios convencionais como a televisão, revisitar o arcabouço teórico que Flusser deixou como herança é de suma importância.


Palavras-chave


Vilém Flusser; Imagens técnicas; Pós-história; Simulacros

Texto completo:

PDF

Referências


ALMANAQUE Abril. Ano 27. Edição Mundo 2001. São Paulo: Editora Abril, 2001.

ARANTES, Paulo Eduardo. Adorno: vida e obra. In: Os Pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 2000. p. 5-11.

BAUDRILLARD, Jean. A ilusão vital. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001.

CASTI, John L. Mundos virtuais: como a simulação está mudando as fronteiras da ciência. Rio de Janeiro: Revan, 1998.

FLUSSER, Vilém. Êxodo das cifras. Temas em debate. Revista Brasileira de Filosofia. v. XXXIX, fasc. 164, p. 283-286, out/nov/dez, 1991.

_____. Ensaio sobre a fotografia: para uma filosofia da técnica. Lisboa: Relógio D’água Editores, 1998.

JAPIASSÚ, Hilton; MARCONDES, Danilo. Dicionário básico de filosofia. 2. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1991.

CHESNEAUX, Jean. Modernidade-Mundo: brave modern world. 2.ed. Petrópolis: Editora Vozes, 1996.

LAURENTIZ, Paulo. A holarquia do pensamento artístico. São Paulo: Editora da UNICAMP, 1991.

LLORENTE, José Antônio. A era da pós-verdade: realidade versus percepção. Revista UNO, São Paulo, nº 27, 2017.p. 9.

MACHADO, Arlindo. O quarto iconoclasmo. Rio de Janeiro: Marca d’Água, 2001.

_____. A atualidade do pensamento de Flusser. In: BERNARDO, Gustavo ; MENDES, Ricardo. (Orgs.). Vilém Flusser no Brasil. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2000. p. 131-143.

MELO, Hygina Bruzzi de. A cultura do simulacro: filosofia e modernidade em J. Baudrillard. São Paulo: Edição Loyola, 1988.

FERNANDES, Francisco; LUFT, Celso Pedro; GUIMARÃES, F. Marques. Dicionário Brasileiro Globo. 30. ed. São Paulo: Globo, 1993.

PASCHOAL, Antônio Edmilson. A dinâmica da vontade de poder como proposição moral nos escritos de Nietzsche. Campinas, 1999. 259 p. Tese de Doutorado, Universidade Estadual de Campinas.

RAUCH, Wolf. Ética da informação: o problema sob a ótica da ciência da informação. In: KOLB, Anton; ESTERBAUER, Reinhold; RUCKENBAUER, Hans-Walter. (Orgs.). Ciberética: responsabilidade em um mundo interligado pela rede digital. São Paulo: Loyola, 2001. p. 57-64.

SRTRÖHL, Andréas. Flusser como pensador europeu. In: BERNARDO, Gustavo ; MENDES, Ricardo. (Orgs.). Vilém Flusser no Brasil. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2000. p. 45-80.

VIRILIO, Paul. Inimigo: inventado pela propaganda. Folha de São Paulo, São Paulo, 06, abr., 2003, Folha Mundo, p. A 24.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Elionai Robinson, Guisela Kraetz, Mario Alencastro

 

 Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

ISSN: 2448-0916.

______________________________________________


 

DRJI Indexed Journal