A FORMAÇÃO DE UM GUERREIRO TUPINAMBÁ

Romulo Caccavo, Raphael Martins, Sérgio Ferreira Tavares

Resumo


Os tupinambás sempre tiveram em seu sangue a característica de guerreiros e do prazer que consiste em estar na guerra desde a chegada dos europeus em suas terras e dos primeiros conflitos estabelecidas por elas, com o passar dos anos, e com seu deslocamento geográfico devido a colonização do Brasil, os tupinambás tiveram que se reestruturar como tribo e sua formação cultural, porem não perderam a característica guerreira que lhe é tão peculiar, o presente artigo visa analisar toda a formação desse guerreiro existente hoje, desde a sua educação religiosa até a os motivos para que luta.


Texto completo:

PDF

Referências


ALARCON, Daniela Fernandes. O retorno da terra: As retomadas na aldeia Tupinambá da Serra do Padeiro, sul da Bahia. Brasília, 2013. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Estudos Comparados sobre as Américas do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Brasília, como requisito parcial para obtenção do título de Mestre em Ciências Sociais.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988. 292 p.

COSTA, Erlon Fábio de Jesus. Da corrida de tora ao poranci: a permanência histórica dos tupinambá de olivença no sul da bahia. Dissertação de mestrado. Brasília – D.F., 2013. Dissertação de Mestrado. Centro de Desenvolvimento Sustentável Universidade de Brasília, Brasília.

COUTO, Patrícia Navarro de Almeida. Morada dos Encantados – Identidade e religiosidade entre os Tupinambá da Serra do Padeiro – Buerarema, BA. 2008. Dissertação apresentada ao PPGCS da Universidade Federal da Bahia (UFBA) como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Ciências Sociais.

_______, Patrícia Navarro de Almeida. Os Filhos de Jaci: Ressurgimento étnico entre os Tupinambá de Olivença –Ilhéus – BA. Salvador. 2003. Monografia apresentada ao Departamento de Antropologia da Universidade Federal da Bahia como requisito para obtenção do grau de bacharel em Ciências Sociais com concentração em Antropologia.

CUNHA, Manuela Carneiro da.Etnicidade: da cultura residual mas irredutível. São Paulo: 97-108, in __ Antropologia do Brasil: mito, história e etnicidade. São Paulo, Brasiliense/EDUSP. 1979.

DAÓLIO, Jocimar. Os significados do corpo na cultura e nas implicações para a Educação Física. Revista Movimento. Ano 2, nº2 . Junho/95. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/19309/000242837.pdf?sequence=1 Acessado em: 19 de Julho de 2015.

FERNANDES, Florestan. "Notas sobre a educação na sociedade tupinambá". In: FERNANDES, F. A investigação etnológica no Brasil e outros ensaios. Petrópolis: Vozes, 1975, pp. 33-83.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002.

GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1989.

GRUPIONI, Luís Donisete Benzi. Índios no Brasil. Ministério da educação e do desporto. Edição 1994.

MAGALHÃES, Aline Moreira. A luta pela terra como oração: sociogênese, trajetórias e narrativas do movimento Tupinambá. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social). Rio de Janeiro: UFRJ, 2010.

MARCIS, Teresinha. Educação escolar indígena diferenciada: regulamentação e implantação no Estado da Bahia – 1999-2007. Iv encontro estadual de história - anpuh-ba história: sujeitos, saberes e práticas. 29 de Julho a 1° de Agosto de 2008. Vitória da Conquista - BA.

PROFICE, ChristianaCabicieri. As brincadeiras entre crianças tupinambá de Olivença: tradições passadas por gerações.v. 16, n. 30 p. 259-274 | Florianópolis | jul-dez 2014. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/zeroseis/article/view/1980-4512.2014n30p59. Acessado em 19 de Julho de 2015.

SILVA, Núbia Batista da.Educação de Jovens e Adultos e a afirmação da identidade étnica do povo Tupinambá de Olivença – 1996 A 2004. 2006. Monografia (Especialização em Educação de Jovens e Adultos ) – UESC, Ilhéus, 2006.

SUESS, José de Anchieta – Enigma e paradigma frente à alteridade tupinambá. In: Atas do Congresso Internacional Anchieta em Coimbra - Colégio das Artes da Universidade, tomo III, Porto: Fundação Eng. António Almeida, 2000, p. 1119-1132.

UBINGER, Helen Catalina. Os tupinambá da serra do padeiro: religiosidade e territorialidade na luta pela terra indígena. Salvador, 2012. II Seminário de Estudos Culturais, Identidades e Relações Interétnicas. Universidade Federal de Sergipe, 2011.


Apontamentos



Direitos autorais 2016 Cadernos Cajuína

 

 

 Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

ISSN: 2448-0916.

______________________________________________


 

/ // DRJI Indexed Journal / / / /