PERSPECTIVAS NO ÂMBITO CIENTÍFICO, TECNOLÓGICO E SOCIAL ABORDADOS NO CONTEXTO EDUCACIONAL

Angélica Ramos da Luz, Daniela Brusamarelo, Dilene Gomes de Miranda, Luciene Lima de Assis Pires

Resumo


No presente artigo, analisa-se a ciência, tecnologia e a sociedade numa visão ampla que se insere no contexto educacional. Apresenta-se aqui quatro momentos do enfoque CTS que estão interligados por questões sociais, econômicas, ambientais, científicas. Num primeiro momento analisou-se a sociedade capitalista na visão de Marx e o surgimento da ciência como protagonista dos séculos XVII e XVIII. Em seguida, analisou-se a influência do termo CTS apresentado em diferentes contextos, tendo como perspectiva compreender como ganhou força, de que maneira foi inserido no contexto educacional. Num terceiro momento, estabeleceu-se de que forma a tecnologia se efetivou no século XX, abordando sua real importância para a sociedade em virtude dos repentinos avanços tecnológicos, resultando na necessidade de alfabetizar cientificamente. E para finalizar buscou-se compreender a relação entre o enfoque CTS no Ensino de Ciências, desde seu surgimento até a sua prática.


Texto completo:

PDF

Referências


AULER, D. Enfoque ciência-tecnologia-sociedade: pressupostos para o contexto brasileiro. Ciência e Ensino, vol. 1, número especial, novembro, 2007.

BAZZO, W. A. Ciência, tecnologia e sociedade e o contexto da educação tecnológica. Florianópolis: Editora da UFSC, 1998.

CACHAPUZ, A.; GIL-PÉREZ, D.; CARVALHO, A. M. P.; PRAIA, J.; VILCHES, A. A necessária renovação do ensino das ciências. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

CALVINO, I. Por que ler os clássicos. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

FONSECA, A. B. Ciência, tecnologia e desigualdade social no Brasil: contribuições da sociologia do conhecimento para a educação em ciências. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, vol. 6, n. 2, 2007, p. 364-377.

FOUREZ, G. A construção das ciências: introdução à filosofia e a ética das ciências. São Paulo: Editora Unesp, 1995.

IANNI, O. Dialética e capitalismo. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 1988, p. 40.

JARROSSON, B. Humanismo e técnica: o humanismo entre economia, filosofia e ciência. Lisboa: Instituto Piaget, 1996, p. 16-61.

LATOUR, B. A ciência em ação: como seguir cientistas e engenheiros sociedade afora. São Paulo: Editora Unesp, 2000.

SANTOS, W. L. P.; GALIAZZI, M. C.; JUNIOR, E. M. P.; SOUZA, M. L.; PORTUGAL, S. “O enfoque CTS e a educação ambiental: possibilidade de “ambientalização” da sala de aula de ciências”. In: SANTOS, W.L.P.; MALDANER, O. A. (Orgs.). Ensino de química em foco. Ijuí: Unijuí, 2011, p. 131-141.

SANTOS, W.L.P.; MORTIMER, E. F. Uma análise de pressupostos teóricos da abordagem C-T-S no contexto da educação brasileira. Revista Ensaio-Pesquisa em Educação em Ciências, vol. 2, n. 2, dezembro, 2002.

VAZ, C. R.; FAGUNDES, A. B.; PINHEIRO, N. A. M. O surgimento da ciência, tecnologia e sociedade (CTS) na educação: uma revisão. Anais do I Simpósio Nacional de Ensino de Ciência e Tecnologia, Curitiba, 2009. ISBN: 978-85-7014-048-7.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Cadernos Cajuína

 

 

 Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

ISSN: 2448-0916.

______________________________________________


 

/ // DRJI Indexed Journal / / / /