DESENHO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: a importância e sua contribuição para o desenvolvimento cognitivo e para a alfabetização

Rodrigo Otávio dos Santos, Sonia de Fatima RADVANSKEI, Vanessa da Silveira BACHMANN

Resumo


Este artigo tem por objetivo discutir o desenho infantil e sua contribuição para o desenvolvimento cognitivo da criança, preparando esse indivíduo para a alfabetização e o letramento significativo. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica, de cunho qualitativo. Nesse sentido, será apresentado um breve histórico do desenho e da educação infantil como meio de comunicação, e suas fases segundo autores e a relação com a aprendizagem da criança. Percebeu-se pela pesquisa realizada que há uma necessidade de estimular o desenho da criança, respeitando suas fases pois é uma prática e processo organizativo do desenvolvimento cognitivo infantil e sua relação com o meio o qual faz parte, pois é a primeira etapa básica educacional. O estimulo e o olhar pedagógico é fundamental para o desenvolvimento da linguagem escrita, uma vez que a criança ao desenhar imagina, cria e expressa suas idéias e sentimentos, mostrando sua concepção de mundo, abrindo a possibilidade para o próximo aprendizado, a alfabetização e o letramento. Foram revisitados autores como Lev Vygotsky(1998), Henri Luquet(1969), Viktor Lowenfeld(1977), Rosa Iavelberg (2013) e outros mais, essenciais para fundamentar essa pesquisa.


Palavras-chave


Educação. Letramento. Desenho.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBIERI, Daniele. As linguagens dos quadrinhos. São Paulo: Peirópolis, 2017.

CARTAXO, S.R.M. Pressupostos da educação infantil. Curitiba: InterSaberes, 2013.

CASARIN, Helen de Castro Silva; SAMUEL José Casarin. Pesquisa científica: da teoria à prática. Curitiba, InterSaberes, 2012.

FERREIRA, Larissa David. A importância do desenho na alfabetização de crianças. Disponível em: http://www.unisalesiano.edu.br/simposio2015/publicado/artigo0100.pdf Acesso em: 23/04/2017

FLICK, Uwe. Desenho da pesquisa qualitativa. Tradução Roberto Cataldo Costa. Porto Alegre: Artmed, 2009.

GOMES FILHO, João. Gestalt do Objeto. Curitiba: Escrituras, 2009

IAVELBERG, Rosa. Desenho na educação infantil. São Paulo: Melhoramentos, 2013.

LOWENFELD, Viktor. A Criança e sua Arte. 2 ed. São Paulo: Mestre Jou, 1977.

LUQUET, G. H. O desenho infantil. Porto: Civilização editora, 1969.

MEC. Referencial curricular nacional para a educação infantil/Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. — Brasília, 1998. Volume 3: Conhecimento de mundo. Disponível em:http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/volume3.pdfAcesso em: 20/05/2017

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento. São Paulo: HUCITEC, 2007

NEGRINE, Airton. Aprendizagem e desenvolvimento infantil. Porto Alegre: Propil, 1994.

NETO, Elydio Santos. Histórias em quadrinhos e práticas educativas. São Paulo: Criativo, 2013.

OLIVEIRA, Z. M. R. Educação infantil: Fundamentos e Métodos. São Paulo: Cortez, 2010.

PILLAR, Analice Dutra. Desenho e escrita como sistema de representação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

SANTAELLA, Lucia. Palavras, imagens & enigmas. In: Revista USP Nº 16 São Paulo: 1993.

SANTOS, Rodrigo Otávio dos. Fundamentos da Pesquisa Histórica. Curitiba: Intersaberes, 2016.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 23. ed. rev e atualizada – São Paulo: Cortez, 2008.

SILVA, Maria Elisandre da. A importancia da educação infantil para odesenvolvimento e a aprendizagem da criança, Londrina, 2010

VIANNA, Maria Leticia Rauen. Desenhando com todos os lados do cérebro. Curitiba: Ibpex, 2010.

VYGOTSKY, L.S. A formação social da mente. São Paulo: Martins, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Rodrigo Otávio dos Santos, Sonia de Fatima RADVANSKEI, Vanessa da Silveira BACHMANN

 

 

 Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

ISSN: 2448-0916.

______________________________________________


 

/ // DRJI Indexed Journal / / / /